5 áreas do setor tecnológico que vão crescer em 2023

5 áreas do setor tecnológico que vão crescer em 2023
Geral

Com a tecnologia a avançar “quase” à velocidade da luz, é impossível não falar nas próximas tendências dentro do próprio meio. Por outro lado, as tendências que aqui vão ser listadas mostram que os setores de negócio não param e estão em constante evolução, para apresentarem novos produtos, serviços e conteúdos aos consumidores.

Vejamos então onde estarão os principais focos tecnológicos em 2023.

Metaverso

Para uns, um novo conceito. Para outros, uma certeza no mundo digital. Mas, o que é o metaverso? Este conceito diz respeito a um universo virtual acedido através da realidade aumentada e ligado a outros espaços virtuais através da Internet. No fundo, um mundo paralelo.

Para 2023, espera-se que esta área se desenvolva ainda mais e que dê continuidade ao que tem sido efetuado, onde algumas marcas já trabalham com escritórios virtuais como locais de trabalho numa alternativa à realidade. Por outro lado, existe também um lado dedicado à socialização, onde é possível criar uma figura e estabelecer ligações com outras pessoas.

iGaming

O setor do iGaming é provavelmente um dos que mais cresce na área tecnológica de ano para ano. Em 2023, a regra vai-se manter e a evolução continuará, principalmente em duas áreas: casino e eSports.

As plataformas especializadas de casino online, com um vasto catálogo de modalidades, como blackjack (com variantes premium e standard), roleta (mais de 10 variantes) ou ainda slots (temáticas, com vários grafismos inspirados em séries ou história), continuam a sua caminhada num mercado que oferece novos conteúdos diariamente. Logo, 2023 não será diferente.

Por outro lado, os eSports, com torneios cada vez mais competitivos, milhares de jogadores em rede, patrocínio de grandes marcas tecnológicas, fazem com que a tendência deste setor seja de crescimento. Jogos como FIFA, League of Legends ou Call of Duty, continuarão a fazer parte dos videojogos mais procurados em competições, com o extra que para 2023 já terão novas versões e atualizações.

E, porquê esta tendência? Isto porque, tanto numa como noutra área, o catálogo de jogos aumenta, assim como a base de utilizadores. Além disso, são setores de desportos que apresentam também um conceito cada vez mais respeitado devido ao seu perfil mais técnico e estratégico, existindo mesmo federações e jogadores profissionais.

DeFi (Decentralized Finance)

DeFi é mais uma tendência, no caso de Fintech, que apresenta um potencial enorme de crescimento em 2023. Com o impacto das criptomoedas e do blockchain, existe a necessidade de cimentar a cadeia de transações digital, sem que esta dependa exclusivamente de intermediários financeiros (PayPal ou Visa).

Isto é importante porque os sistemas centralizados limitam a velocidade das transações, enquanto oferecem aos utilizadores mais controlo direto sobre o seu dinheiro. Nesse sentido, têm sido realizados estudos e testes, para estabelecer canais para tornar o processo de transação financeiro o mais rápido possível.

Contudo, esta descentralização só ocorrerá, de momento, em transações de bitcoins e outras moedas digitais, assim como NFTs.

Chatbots

Há anos que os Chatbots têm vindo a transformar a interação entre empresa e consumidor. Para 2023 e para os próximos anos, espera-se que os chatbots de apoio ao cliente assumam o papel central, à medida que cada vez mais empresas os adotam para impulsionar o envolvimento do cliente.

Não só estão disponíveis 24 horas, 7 dias por semana, como também podem interagir sem problemas, com um tempo de resposta bem reduzido.

Cibersegurança

Se por um lado, a evolução tecnológica é benéfica, por outro também traz novos desafios às grandes marcas. Isto porque, sendo tecnologias voláteis e, até certo ponto, em fase embrionária, mais expostas estão a possíveis ataques digitais.

Nesse sentido, de ano para ano surgem cada vez mais iniciativas para consciencializar para esta temática. O ano de 2023 não será diferente, inclusive em Portugal, onde irão ser dadas formações de cibersegurança em universidades e politécnicos.

Esta é a forma encontrada para combater exatamente este contexto de evolução e possíveis brechas na defesa digital.

Com efeito, foram estas cinco as mencionadas, mas muitas outras podiam estar na lista. Quando o assunto é tecnologia e tendências, há sempre uma nova a surgir por detrás da porta e com números bem patentes de crescimento. Tudo dependerá do mercado e das suas aplicações.

Mais Geral