6 empresas

Contas Poupança

...

    Contas Poupança

    Muitas pessoas passam a vida a trabalhar e esquecem-se de angariar dinheiro para o futuro, por isso uma boa educação financeira desde tenra idade é tão importante. Fazer com que as crianças e jovens poupem uma parte da sua mesada e coloquem o dinheiro numa conta poupança, talvez com o objetivo de comprar o presente de Natal ou algo assim, faz com que estas crianças compreendam o valor do dinheiro desde tenra idade e o levem para a vida.

    A poupança não deve ser algo cansativo, afinal, o bem que irá fazer no futuro será muito útil, especialmente quando a incerteza económica é grande em todo o mundo.

    Normalmente, criar uma conta poupança é um dos serviços mais fáceis de fazer dentro de um banco. Por conseguinte, as pessoas não devem ser enganadas a pensar que o serviço é burocrático, porque normalmente não é.

    A partir da criação da conta o cliente já tem uma vida bancária e pode investir. Cada cêntimo adicionado a essa conta haverá geração de lucros a partir desse valor.

    Como funciona a poupança?

    A poupança é uma forma de investimento onde o cliente guarda o dinheiro no banco. Isto permite ao banco utilizar este dinheiro enquanto está localizado na conta do cliente. Como forma de pagamento por este 'empréstimo', o banco paga aos clientes juros mensais.

    Ao contrário de muitos outros investimentos, as poupanças podem ser retiradas a qualquer momento sem perder parte do dinheiro. Isto não deve ser encarado como um incentivo para gastar o dinheiro poupado, mas como uma forma de paz de espírito, uma vez que é possível utilizar o que é salvo em caso de emergência.

    Como encontrar o melhor banco para criar a conta poupança

    As opções bancárias são quase ilimitadas hoje em dia. Existem bancos, como o N6, que estão exclusivamente online e também é possível criar uma poupança através deles. Ou seja, não querer sair de casa já não é desculpa para não começar a ter uma vida financeira organizada.

    Mas ainda é importante verificar se os bancos escolhidos são realmente bons, depois de todo o dinheiro a ser investido é dinheiro que o cliente espera ser multiplicado e não que tenha problemas se o banco entrar em falência, por exemplo.

    E ao contrário do que as pessoas pensam, é possível verificar se um banco é realmente seguro ou não. Primeiro, verificar o que acontecerá se o banco entrar em falência e quais são as garantias que tem. Outro fator importante é compreender a percentagem dada pelo banco quando um cliente deixa o seu dinheiro investido nele.

    Para além disso, o atendimento ao cliente é também um tema significativo e uma das preocupações que o cliente deve ter ao pensar em criar uma conta num banco, afinal, não deve ser necessário esperar horas numa chamada para resolver questões pequenas ou fazer perguntas.

    O opinioesja.pt traz uma lista de vários bancos disponíveis e avaliações de clientes que os utilizam para que as pessoas que queiram abrir contas possam verificar que são realmente seguras e têm um bom serviço.


    Logo N26
    N26
    10 opiniões

    É um jovem à procura de um banco diferente? Está à procura de um banco que possa lhe oferecer certas funcionalidades? T...

    Logo VIABUY
    VIABUY
    1 opiniões

    VIABUY oferece um cartão Mastercard, associado a uma conta pessoal, onde pode gerir, comodamente todas as operações, tal como ...

    Logo bunq
    bunq
    0 opiniões

    Bancos existem há séculos e com o passar do tempo se tornaram fundamentais na vida de grande parte das pessoas. Contudo, o preç...

    Logo myPOS
    myPOS
    0 opiniões

    O uso do cartão de crédito para pagamentos é algo muito comum, atualmente. Por isso, quase todas as empresas (grandes e pequen...

    Logo OpenBank
    OpenBank
    0 opiniões

    Consideram-se uma pessoas com dificuldades em encontrar um banco que satisfaça as suas necessidades? Procura um serviço financeiro si...

    Logo Remitly
    Remitly
    0 opiniões

    As transações online são cada vez mais frequentes num Mundo onde as distâncias são cada vez mais curtas, por for&...