5 empresas

Energia Barata

Energia Barata

Portugal tem diferentes fontes de energia renovavel: sol, vento, água, ondas, geotérmica e biomassa. Estas são as principais fontes de energia do país, e colocam-na em 5º lugar entre os países que mais utilizam as energias renováveis no mundo, atrás apenas da Dinamarca, do Uruguai, da Irlanda e da Alemanha.

Ainda assim, para satisfazer todas as necessidades energéticas do país, Portugal precisa de recorrer a recursos fósseis, não renováveis, como o carvão, o petróleo e o gás natural. Como não tem estes recursos no seu próprio território, acaba por ter de os importar. O petróleo é importado de países como Angola e Rússia, gás natural da Argélia e Nigéria, além de outros países.

O ciclo da eletricidade

Em Portugal, a eletricidade pode ter origem no vento, na água, na origem fotovoltaica, geotérmica ou térmica, resultante da combustão de biomassa e recursos fósseis. Após a sua produção, é encaminhado para a Rede Nacional de Transportes, operada pela REN – Rede Elétrica Nacional, para depois ser entregue aos distribuidores e aos grandes clientes finais.

Posteriormente, a distribuição é feita através de redes elétricas de alta tensão, desde as instalações de produção até às subestações, onde é transformada em média tensão e distribuída aos consumidores urbanos e industriais. O consumo é lido por contadores de eletricidade, e a partir desta leitura é calculado o valor faturado.

Atualmente, a comercialização da eletricidade está aberta à concorrência, e o consumidor pode trocar livremente do fornecedor, sem pagar qualquer multa pela mudança.

O ciclo do gás natural

Portugal importa 100% do gas natural consumido no país. Este gás chega ao território português tanto por mar, na forma líquida de GNL (gás natural liquefeito, posteriormente convertido em gás) e através de gasodutos. Por ser um gás sem cheiro, depois de entrar no país, recebe uma molécula odorífera para facilitar a deteção de fugas e fugas.

Após a fase de transporte, o gás natural passa para a rede de distribuição, a ser conduzido ao consumidor final. Esta rede de distribuição é constituída por concessionários e empresas licenciadas.

Tal como acontece com a eletricidade, a comercialização do gás natural está aberta à concorrência, podendo o consumidor escolher livremente o fornecedor sem qualquer tipo de contrato de fidelização. Entre as empresas que vendem gás natural em Portugal estão a Galp Energia, a Goldenergy, entre outras.

Como escolher o fornecedor de energia e gás mais barato

Ao escolher o fornecedor de energia, o consumidor deve tomar várias precauções para evitar mais problemas. Não é aconselhável escolher o serviço tendo em conta apenas a sua tarifa, pois é importante também verificar fatores como a qualidade e segurança do serviço, além do serviço prestado pela empresa.

Sites de opinião como o opinioesja.pt trazem críticas reais e comentários sobre fornecedores de energia e gás em Portugal. Com isto, os consumidores podem não só encontrar o fornecedor mais barato, mas também verificar a qualidade do serviço e, assim, escolher o que consideram mais adequado às suas necessidades.


Logo Endesa
Endesa
0 opiniões

Está feliz com os serviços do seu fornecedor de energia? Ou mudaria alguma coisa em relação os seus serviços? Como você

Logo EDP
EDP
1 opiniões

Como classficaría os seus metodos para economizar energia e gás em sua casa? Pensa que a sua casa é suficientemente eficiente? Ou realmente

Logo Iberdrola
Iberdrola
1 opiniões

Que tipo de energia é usada em sua casa? Sabe de onde é proveniente? Sabe se é energia verde? Ou é gerado de forma tradicional e &ea

Logo Galp Energia
Galp Energia
2 opiniões

Pensa que todos os meses, consegue poupar um pouco na sua conta de electricidade? Que tipo de métodos costuma utilizar de modo a conseguir poupar? J&aacu

Logo LuzBoa
LuzBoa
1 opiniões

Como classificaria os seus métodos para economizar energia em sua casa? Pensa que a sua casa é suficientemente eficiente? Ou realmente pensa